Câmara dos Deputados aprova projeto de lei que regulamenta profissão de historiador

“Fazer história; ensinar história; revolver cinzas, umas já frias, outras ainda mornas: todas cinzas, resíduos inertes de existências destruídas.”

Lucien Febvre em Combates pela História

Tomei a liberdade de “surrupiar” a citação acima que minha namorada, companheira e também historiadora, Célia Regina, utilizou para divulgar a notícia da aprovação do projeto de lei de regulamentação da profissão de historiador.

Abaixo, segue comunicado na íntegra divulgado pela Associação Nacional dos Historiadores (ANPUH) à respeito da aprovação do projeto de lei que regulamenta a profissão do historiador.

CTASP da Câmara dos Deputados aprova o projeto de lei de regulamentação profissional dos historiadores.

Prezados (as) associados (as) e amigos (as),

Temos a satisfação de informar que a CTASP (Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público) da Câmara dos Deputados aprovou o nosso projeto de regulamentação profissional.

A CTASP aprovou por unanimidade o relatório do deputado Roberto Policarpo, que incorporou as emendas que nós havíamos acordado para aperfeiçoar o projeto original.

Trata-se apenas de uma etapa no caminho da aprovação final do projeto, que deverá ainda ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania – CCJC e pelo próprio Plenário da Câmara, porém, podemos ficar satisfeitos porque conquistamos uma importante vitória ontem.

A DIRETORIA DA ANPUH

Link para o relatório:http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=559424

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Educação, Política

5 Respostas para “Câmara dos Deputados aprova projeto de lei que regulamenta profissão de historiador

  1. Eu quero saber a sua opiniao =)

  2. So tem 6 repostas feitas ja, =)
    Vo le-las assim que der.
    Ipsis literis

  3. Só não é a favor da regulamentação, espertalhões que estão envolvidos em trabalhos que são exclusivos dos historiadores, seja pela deficiência da nossa justiça em permitir que pessoas não graduadas, ou mesmo graduadas em outras disciplinas exerçam a profissão, ou pelo apadrinhamento que acontece com frequência no Brasil.
    O projeto não impede ninguém de escrever sobre história, mas impede que se exerça funções nas quais não está habilitado, abrindo assim as portas para os que se graduaram na área. Já passou da hora de se resolver esse problema, ninguém medica sem o CRM, Ninguém assina projetos sem o CREA, por que qualquer um pode exercer as funções pertinentes aos historiadores? É uma injustiça e isto precisa ser corrigido o quanto antes. Eu conheço várias pessoas formadas em História e que gostariam de atuar em suas respectivas áreas, inclusive no ensino básico, mas são impedidas por outras que alcançaram alguma licença ou apadrinhamento. Parabéns Paulo Paim pela proposta, espero que os demais parlamentares levem à sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s