O pato que não podemos pagar [e a FIESP não quer que você saiba]

Em tempos nos quais a FIESP e seu presidente, Paulo Skaff, não demonstram nenhum constrangimento de sair às ruas para chamar grande manifestação a protestar contra o aumento de impostos anatematizando, sobretudo, a articulação do governo para a aprovação da CPMF, é preciso relembrar qual é o grande problema que coloca o Brasil na lona para que você, efetivamente, não seja o pato que FIESP e seu presidente acreditam que você é.

av_pato_640x440

Como já se discutiu AQUI, um dos grandes problemas desse país é a sonegação de impostos, em especial, de grande número de pessoas jurídicas (68 mil) com dívidas superiores a R$ 1 milhão. Somados os números do calote, o rombo é de R$ 1,17 trilhão, como podemos ver na imagem abaixo, retirada de estudo feito pelos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil para o Sindireceita (http://sindireceita.org.br/…/Alternativas-para-enfrentar-a-…).

Divida Fiscal com a União_Cobrança Final

Percebam, estamos falando aqui de R$ 1,17 TRILHÃO, valor aproximado ao PIB da Dinamarca (2014), por exemplo. Segundo dados da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, os setores que mais devem à União são bancos, mineradoras e empresas de energia elétrica. Destes, 90% são grandes empresas. Mais que isso: dois terços dos valores devidos aos cofres da União estão concentrados em 1% dos devedores. Colocando em números, os maiores devedores são a indústria (R$ 236,5 bilhões), o comércio (163,5 bilhões) e o sistema financeiro (R$ 89,3 bilhões). Também devem à União empresas de mídia (R$ 10,8 bilhões), educação (R$ 10,5 bilhões) e extrativismo (R$ 44,1 bilhões).

A mineradora Vale do Rio Doce encabeça a lista dos dez maiores devedores com uma dívida de R$ 41,9 bilhões, seguida por Parmalat (R$ 24,9 bilhões), Petrobras (R$ 15,6 bilhões), Ramenzoni Indústria de Papel (R$ 9,7 bilhões), Duagro (R$ 6,6 bilhões), Vasp (R$ 6,2 bilhões), Bradesco (R$ 4,9 bilhões), Varig (R$ 4,7 bilhões), American Virgínia Tabacos (fabricante dos cigarros San Marino, Seleta, Oscar, Indy e West. Deve R$ 4,1 bilhões) e Condor Factoring (R$ 4,1 bilhões). Apenas estas dez empresas são responsáveis por 10% de toda a sonegação de impostos do país.

Abaixo uma lista contendo os vinte maiores sonegadores brasileiros.

sonegadores-uniao-lista20-face

Fonte: Site da Associação dos Beneficiários da Cemig Saúde e Forluz (ABCF) com dados do Ministério da Fazenda.

Para além dos vinte primeiros nomes, ainda chama atenção a dívida de empresas como Companhia Brasileira de Distribuição (1,5 bilhão), Banco Itaucard (1,3 bilhão), Cervejaria Kaiser (1,3 bilhão), Volkswagen (1 bilhão), Bombril (1 bilhão), Unilever (1 bilhão)  e Coca-Cola (741 milhões), dentre outras gigantes.

Como lembrou matéria publicada no site da ABCF: “os devedores deixam seus nomes serem inscritos na Dívida Ativa da União e só pagam quando obrigados por decisão judicial”. Tal estratégia, como destaca a matéria, é cada vez mais comum e ficou conhecido como “planejamento tributário”. A ideia por trás de tal “planejamento” é que para empresa é muito mais vantajoso ficar devendo e, quem sabe, no futuro, se beneficiar de alguma renegociação para a quitação de dívida ou pagar o valor devido corrigido. Como se sabe, a proposta de quitação da dívida, ainda que os valores sejam altos, não se compara ao verdadeiro valor que a empresa pagaria caso pegasse um empréstimo no sistema financeiro.

Eis a cortina de fumaça que a FIESP e o senhor Paulo Skaff estão armando com essa campanha do pato para que você continue sem saber que o verdadeiro pato é você, contribuinte, que paga pelas dívidas das empresas que sonegam bilhões em impostos.

1445783308972

SAIBA MAIS:

Anúncios

32 Comentários

Arquivado em Economia, Política, Sem categoria

32 Respostas para “O pato que não podemos pagar [e a FIESP não quer que você saiba]

  1. Donaldo M Dagnone

    E quem é o terceiro maior devedor???

    • Ué, tá com problema de leitura Donaldo? A lista esta aí e a cobrança deve ser feita de todos os devedores. Esta é a luta pela qual deveríamos estar juntando nossas forças, e não em tirar dinheiro de pinga de programas sociais, do salário mínimo, de aposentadorias, etc…. Grandes sonegadores não passarão. Nenhum!!! Quem luta por essa bandeira hoje?

      • Nenhum problema de leitura. O terceiro maior devedor é a PETROBRAS do PT e da CÚt.
        O problema REALMENTE é a diferença entra a POLI/FEA – prédios novos e gente vibrante – e a História – um prédio caído, moribundo e desanimado.
        A Esquerda está morrendo – e querendo levar a Direita junto. Não vamos deixar.
        Nota: o fato da Receita Federal ter apontado um imposto devido não significa que ele realmente seja devido – empresas contestam – muitas vezes com razão. As cifras acima são irreais.

      • Caro Donaldo [aliás bem a calhar o nome com o post],

        A Petrobrás não é propriedade do PT ou da CUT, acho que você precisa ter uma compreensão mais aprofundada sobre empresas estatais antes de emitir opiniões como as que você defendeu por aqui.

        Quanto a você opinar sobre a qualidade dos cursos oferecidos pela USP em razão da aparência dos prédios, não vou emitir qualquer parecer, pois dignificar com uma resposta tamanho absurdo seria dar importância a algo insignificante.

        Por fim, mas não menos importante, a Receita Federal não só apontou, como os débitos em questão já estão em fase de execução. Como mencionado no texto do post, as empresas tem usado estratégias e subterfúgios para postergar ao máximo o pagamento de suas dívidas, reduzindo-as a pequenas parcelas de seu real valor, lesando, desta forma, o povo brasileiro. Vê-se logo que entre favorecer as grandes corporações ou o povo brasileiro, você parece não hesitar em optar pelo primeiro. Curiosamente, outras pessoas com esse pensamento tem saído às ruas vestindo verde e amarelo e cantando o hino nacional em seus protestos.

        Att.

        RB

    • Ocorre sonegação quando você oculta algo, receita ou bens, sonegação é crime. Não pagamento de tributos não é crime. Você esta acusando pessoas fisica de crime quando não necessariamente houve crime.

      Dessa lista muitas empresas são controladas pelo Governo, Petrobras foi muito autuada por causa de pedaladas, emprestar para o Governo ilegalmente.

      A Vale tem como os maiores acionistas fundos de pensão de funcionários públicos e bancos estatais, BNDESPar, BBPar e etc… a cupula da Vale são pessoas do governo Lula/Dilma, funcionários indicados da Fazenda, Tesouro, BNDES…

      Discutir uma dívida na Justiça também não é sonegar. Se acabassemos com impostos, acabaria sonegação. Se acabassemos com o código penal, não acabaria a violência.

      Pare com seu discurso de ódio a liberdade e foque-se numa sociedade que inova, produz e compete, onde o padrão de vida suba. Nenhum país do mundo melhorou com estatismo cego.

  2. Luis

    A petrobras não é do PT e muito menos da CUT. Pensamento pequeno o seu querendo dizer que um curso e mais relevante que o outro.

    • É meu nome verdadeiro. E é interessante como PETISTAS nunca respondem as minhas perguntas – sempre preferem atacar o pessoal (“aliás bem a calhar o nome com o post”,”Donald(o), o Pato…”,”Pensamento pequeno”).

      Minha comparação entre Poli e História é prática: a gerência da faculdade de História da USP é ruim, nem consegue manter o prédio… enquanto isto a Poli e a FEA têm ótimas instalações, fruto do bom gerenciamento. É fato. É só ir lá para constatar.

      • Donaldo, o post e minha resposta contemplam sim suas provocações. Acho que você é quem não percebeu, pra variar.

        Quanto a suas comparações entre os prédios, se você realmente acredita no que está falando, o azar é só seu. Quem tá passando vergonha aqui é você.

        Att.

        RB

      • Quem passa vergonha é a Esquerda. Corrupta, não sabe gerenciar, só sabe roubar. Zé Dirceu, Delúbio, Delcídio, Genoíno (este eu até gostava, mas claramente foi traído pelos pares), Freud (este sumiu legal), Vaccari etc etc.

        O escândalo da BANCOOP é notória: me lembro de colegas do Itaú, em 1994, empolgados em comprar um apto em Osasco pela BANCOOP… anos depois uma colega, já em outro banco, me confidenciou: ela comprou um apto da BANCOOP, mas o apto não fora entregue – a obra estava nem na metade e o dinheiro havia sumido.

        BANCOOP: Cooperativa dos Bancários. Nenhum empresário envolvido. Todos de Esquerda. Vaccari-PT. Resultado: centenas de famílias roubadas…

      • Aliás, estamos falando de sonegação de impostos e grandes devedores e você só tentou desviar o assunto desde que começou a comentar o post. Da sonegação e do real problema que assola o país, você partiu para comparar os prédios da FEA da POLI e da FFLCH somente para me atacar, já que sou formado e pós-graduado pela História. Não me incomoda nenhum pouco seu ataque desesperado, fique você sabendo. Enquanto você está aí preocupado com o prédio da HIstória/Geografia, nós estamos preocupados com os conteúdos, as discussões, as reflexões, os congressos, as palestras, os professores que lá frequentam para ajudar em nossa formação como cidadãos críticos, não como seres alienados e manipulados como em outras faculdades e instituições. Enfim, ainda estou esperando uma consideração séria sua a respeito do tema do post, o que até agora, não aconteceu.

        Att.

        RB

      • Todo imposto devido deve ser pago. Eu sou um exemplo disto – pago todos os impostos. O problema da sua argumentação é: quem disse que estes impostos devidos são realmente devidos? Vira e mexe a Receita Federal cobra impostos, por exemplo, da Natura, que é contestado e COM RAZÃO. Nossas leis tributárias são uma zona.

  3. Edilson Lôbo

    “A esquerda está morrendo – e querendo levar a direita junto…?”
    Que esquerda está morrendo? E vai levar a direita para onde? A direita esteve, está e continuará ficando, onde sempre permaneceu, desde os tempos imperiais, mamando nas tetas. Infelizmente, determinado segmento “dito de esquerda,” por oportunismo, incompetência, esperteza, articulações espúrias e o que mais queiramos adjetivar, também resolveu tirar sua casquinha, e comprometeu todo um projeto de sociedade, dos que realmente têm compromisso com um sistema de vida que proporcione bem estar e mais equidade a todos.
    Os representantes do chamado pensamento conservador brasileiro, e considerado à direita, estão todos bem colocados em setores estratégicos do atual governo. bem como no Congresso Nacional, só não vê os menos informados, os que querem escamotear nossa realidade. Kátia Abreu, e Armando Monteiro, são bons exemplos disso.

  4. Celso Aro

    Deixa ver se entendi.
    O governo não consegue cobrar os impostos devidos de pessoas jurídicas, inclusive daquelas que ele é sócio, e a culpa é do Skaf.
    Para compensar cria mais impostos para pessoa física e eu tenho que ficar feliz?
    Pessoal, acho que precisam de menos aula de história e mais de interpretação de texto!

  5. Altíssimo nivel o argumento dos que discordam dos dados apresentados por Controladores Fiscais da Receita Federal. Eles é que não possuem base, não é mesmo!? Pior ainda é quem imagina Skaf como um “empresário”. A propósito: qual a indústria de Skaf mesmo??? Leitores de Veja, me poupem…

  6. Thiago

    Isso mesmo! Então já que o governo é incopetente na arrecadação dos devedores nós devemos aceitar o aumento de impostos e a volta da CPMF. Excelente argumento!

    • Caro Thiago,

      Eu nem falei especificamente da CPMF no meu post, ela aparece apenas no meu argumento de que o Skaff usa isso como cortina de fumaça para tirar foco do real problema que assola as contas brasileiras, a sonegação de impostos, sobretudo, a das indústrias e comércio.

      No entanto, já que você tocou no assunto, eu particularmente penso que esse imposto deveria sim regressar, desde que se determinassem faixas de contribuição segundo o volume movimentado pelo contribuinte. Evidentemente, uma faixa importante da população, que movimenta mensalmente muito pouco dinheiro, deve ser isentada.

      A CPMF seria o único imposto capaz de pegar recursos de grandes sonegadores, pra não falar naqueles isentos que todos gostariam de ver contribuindo, como as igrejas das diferentes denominações. Enfim, sou definitivamente favorável à CPMF, não da forma como era, mas com a definição de faixas de contribuintes.

      Att.,

      RB

  7. Angelo Frizzo

    Cada uma ! Os safados e ladrões REAIS do dinheiro público (razão de impostos altos) NÃO recolhem (o nome certo é RECOLHEM) o que devem aos cofres públicos e os CULPADOS são o Governo e a esquerda?
    É perdas de tempo discutir com essa gente. Analfabetos políticos e financeiros..

    • Há uma confusão grande neste post: o fato de uma empresa dever para a Receita Federal não significa que ela não vá pagar – o que acontece é que a empresa está contestando o imposto devido. E em muitos casos as empresas têm razão.
      O que o PT fez no Governo Federal é bem diferente: Dilma-PT geriu muito mal o dinheiro e agora está atolada no cheque especial (=pedaladas).

  8. Rodrigo mendes

    Mt fraco esses argumentos e seus defensores. No mínimo patético. É engraçado tb de tão imbecil. Pensei até que era sensacionalismo .e esse Rogério é um burrao ! Não adianta, Donaldo . Esse nível de burrice é incorrigível !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s